51.

Mai2010. Do lado esquerdo: várias personagens reais que fazem parte da novela – também ela real – que é a minha aldeia. Aqui estavam reunidos num convívio qualquer, um dos milhares de convívios que constituem aquela realidade. Perdido lá no meio, estou eu numa espécie de auto-retrato desenhado ao espelho. Do lado direito: este Forte, desenhado a partir da primeira esplanada à esquerda (no mapa). Em frente à barra do Tejo, depois duma reunião particularmente difícil, com uma Água das Pedras ao lado e o mar à minha frente. Mais uma das muitas vantagens de morar em Lisboa. (translate.google.com.br) On the left side: several real characters that are part of the novel – also real – that is my village. Here they were gathered in a meeting, one of the thousands of meetings that make that reality. Lost in the middle, there I am in a kind of self-portrait drawn at the mirror. On the right: this Fort, drawn from the first terrace on the left (on the map). In front of the Tagus estuary, after a particularly difficult meeting, with a Água das Pedras beside and the sea in front of me. One of the many advantages of living in Lisbon.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s