139.

São Pedro do Sul (20/25). Por trás destas duas páginas esconde-se uma das histórias mais interessantes que guardo destes dias: naquela manhã dedicava-me ao desenho de Caras. Depois de desenhar umas quantas, ao arrumar as minhas coisas, senti um senhor aproximar-se. Duma forma muito educada disse-me “eu peço desculpa mas vi-o a trabalhar e reparei que o senhor desenhou a minha sogra. Não se importa que eu veja?”. Numa breve conversa, tive todo o gosto em mostrar-lhe o desenho e responder às suas perguntas. Falei-lhe do meu blogue e aproveitei para perguntar o nome “da senhora sua sogra”. Há uns meses atrás fui merecidamente troçado por ter utilizado aquela expressão quando o próprio me contactou, através de um comentário ao post 94. ::: Meu caro Joaquim Simões, apresento-lhe as minhas desculpas pela demora. Tal como prometido, aqui está (finalmente!) a Senhora Dona Maria de Jesus Rodrigues no ligeiramentecanhoto. Um abraço.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s