69.


Está a chegar aquela época do ano – todos os anos chega – em que o que mais me apetece é comprar uma auto-caravana e fazer-me à estrada sem destino certo. Dormir junto à praia, almoçar à sombra dum choupal, conhecer o país duma ponta à outra. Nunca o fiz mas este sonho acompanha-me desde uma tarde que passei com o meu Pai em Fafe, durante o Rally de Portugal. Ao nosso lado ficou um outro miúdo com quem brinquei e que viajava com o seu pai desta forma. Nunca mais esqueci aquela casa rolante mágica, cheia de recantos e esconderijos a aproveitar todos os espaços. Um dia alugo uma e parto com a família rumo à aventura. (translate.google.com.br) Is approaching that time of the year – every year is the same – in what I really wish is to buy a camper van and hit the road without a destination. Sleeping on the beach, lunch in the shade near some river, know the country from one end to another. I never did it but that dream came to me from an afternoon I spent with my father at Fafe, during the Rally of Portugal. Beside us was another kid who I played with and traveled this way with his father. I’ve never forgotten that magic rolling home, full of nooks and crannies to take advantage of all the spaces. One day I will rent one and leave with my family into an adventure.

34.


30Mai2009 PARQUE das NAÇÕES. Um dos programas preferidos lá em casa: almoço em família, ao fim-de-semana, na Capricciosa do Parque das Nações. Não só pelas pizas deliciosas mas também pelo “parque dos instrumentos” ali mesmo ao lado. À magia da música junta-se a magia da massa. (translate.reference.com) One of my family´s favorite thing to do: a weekend luch at Capricciosa  in the Parque das Nações. Not only for the delicious pizzas but also for the “park of instruments” right beside. The magic of the music meets the magic of the pasta.

32.


02Set2006 TERRUGEM. Uma Avó a fazer umas calças para o neto que está prestes a nascer é um daqueles gestos que nos transportam para um Mundo que já quase não existe. Vestir umas calças feita pela nossa própria Avó é como vestir um bocadinho de Amor – e isso é bonito. As Mães de hoje serão as Avós de amanhã, saberão elas nessa altura como repetir este gesto? (translate.reference.com) A Grandmother making pants for her grandson who is about to be born is one of those gestures that transport us to a world that is largely gone. Wearing trousers made by our own grandmother is like dressing a little bit of Love – and that is beautiful. Mothers of today will be the Grandmothers of tomorrow, will they know then how to repeat this gesture?

12.


15Mar2010 Sintra. Foi apenas mais uma reunião na Câmara Municipal por causa daquele projecto, mas dessa vez esperámos em frente a uma enorme janela. Lá atrás via-se aquele edifício que sempre me fascinou: uma espécie de silo automóvel dos tempos em que “garagem” se escrevia “garage”. Na outra página, o perfil do meu Avô e a sua boina amestrada. Mais o logótipo de – por todas as memórias culinárias e familiares que evoca – um dos meus chocolates preferidos. 15March2010 Sintra It was just one more meeting at Sintra’s City Hall because of that project, but this time we waited in front of a massive window. On the far end one could see that impressive building which has always fascinated me: a sort of car park from the time when ‘garagem’ was spelled ‘garage’. On the other page, my Grandfather’s profile in his pet hat. Also – for all the culinary and familiar memories it brings back – my favorite chocolate’s logo.

%d bloggers like this: