205.


Aquela cujo nome não devemos pronunciar. Quando fiz este desenho, já muitos pensavam nela mas agora não há uma hora que passe sem que ouça o seu nome na rádio, na televisão, escrito nos jornais e nos blogues ou dito por alguém à minha volta. ::: Ainda não entendi o que mais me deprime: se os seus efeitos ou os efeitos de se falar tanto dela.