209.


LigeiramenteCanhoto_DrogariaDROGARIA. Estava eu em fase de experiências com a aplicação Art Set para o iPad, quando este senhor começou a surgir no ecrã. Não sendo ninguém em especial, é ao mesmo tempo uma mistura de uma quantidade de senhores que todos já conhecemos e por quem já fomos atendidos numa ou noutra ocasião. Senhores que se estão a extinguir ao mesmo ritmo a que as suas lojas se tornam obsoletas. ::: Dias depois de fazer este desenho precisei de comprar um bisturi. Normalmente utilizado pelos cirurgiões, o bisturi é também um utensílio utilizado nas belas-artes para trabalhos específicos, onde os recortes exigem minúcia. Dirigi-me a uma Papelaria especializada que – a história da minha vida – estava “fechada para balanço”. Sem alternativa à altura num raio de muitos quilómetros, procurei em desespero uma loja chinesa (afinal… eles têm tudo, não é verdade?) quando dei de caras com uma velha Loja de Ferragens esquecida numa esquina. E não é que tinham lá um bisturi à minha espera? ::: E digo à minha espera com as palavras bem escolhidas: a embalagem estava amarelecida, o blister estalado e o preço ainda em Escudos! Atrás do balcão, um senhor muito parecido com este não hesitou em arredondar o valor para Euros (a meu favor) e em oferecer-me o outro bisturi que para lá tinham escondido. Também ele amarelado e esquecido. Também ele à minha espera. ::: Longa vida ao comércio tradicional.

192.


O Menino Tomate. Mais uma história feita em tempo real para o meu filho adormecer. O iPad veio tornar possível esta coisa incrível que é desenhar na cama, deitado, com as cores todas que nos apetecer sem sujar nada nem ninguém. Depois, a Brushes faz com que os desenhos possam ser revistos as vezes que quisermos em forma de filme. ::: Tendo isso em consideração apenas tive que, ao desenhar, ter em conta os tempos de entrada de cada uma das frases e desenhos para que a história se fosse contando a si própria. O resultado final fica algures entre a Animação e o Livro Tradicional. Uma técnica em aperfeiçoamento.